Nogueira negra

Nome científico:
Juglans nigra
Outros nomes e Espécies Afins:
American Black Walnut, Nogueira negra, nogueira americana
Descrição:
O alburno da nogueira é branco cremoso, enquanto que a cor do cerne varia do marrom claro ao marrom chocolate escuro, algumas vezes com um sombreado púrpura e nós mais escuros. A nogueira pode ser fornecida sem vapor ou com vapor para escurecer o alburno. A madeira geralmente tem a nervura reta, no entanto, em algumas ocasiões, apresenta nervuras onduladas ou deformações que produzem desenhos atraentes e decorativos.
Propriedades Físicas:
Trata-se de uma madeira de construção forte e robusta, de densidade média, com resistência moderada à flexibilidade e ao impacto, assim como de baixa rigidez. Está classificada como uma boa madeira para a curvatura a vapor.
Região de Ocorrência:

Ao longo do leste dos Estados Unidos, mas a principal região comercial fica nos estados do centro. Uma das poucas espécies americanas que tanto pode ser plantada como regenerada naturalmente.

Durabilidade:
A nogueira está avaliada como “muito resistente” a decomposição do cerne; é uma das madeiras mais duráveis mesmo sob condições favoráveis a decomposição. O alburno é suscetível ao ataque da traça.
Trabalhabilidade:
A nogueira pode ser trabalhada com facilidade, tanto com ferramentas manuais como à máquina. É fácil de pregar, aparafusar e colar. Ela retém perfeitamente o colorante e a pintura e, polida, oferece um excelente acabamento. Seca lentamente e, com cuidado, é possível evitar o desperdício durante a secagem por estufa. A nogueira possui uma boa estabilidade dimensional.
Uso:

Móveis, gabinetes, interiores arquitetônicos, marcenaria de alta qualidade, portas, assoalhos e painéis. É uma madeira muito indicada para uso em contraste com madeiras de construção de cores mais claras.

Fonte:
AHEC.

 

 

Anúncios